Aprendendo a orar com Jesus

In Destaques, Edificação by Maria Paula Valencia

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Segundo Hope MacDonald em seu livro “Senhor, Ensina-nos a Orar”, lendo os Evangelhos descobrimos ter sido esta a única coisa registrada que os discípulos realmente pediram que Jesus os ensinasse:

Senhor, ensina-nos a orar…Lucas 11:1

Não há registro de nenhum deles pedindo que Cristo os ensinasse a pregar, a operar milagres, curar, expulsar demônios,etc. Influenciados pela vida de oração de Jesus, o que queriam aprender era a orar como Ele orava, pois eles viam nele um homem de oração.

Com Jesus aprendemos que a oração não é apenas uma atividade religiosa, mas um relacionamento com Deus, como disse Henry T. Blackaby, “…para Jesus, a oração era a melhor forma de aprofundar a comunhão com o Pai.”. Aprendemos que não devemos fazer das nossas orações instrumento para tentar impressionar aos outros e a Deus. O Mestre quer que aprendamos a ser sinceros em nossos relacionamentos com Ele (Mt 6.5).

Jesus nos ensina que para ter uma vida de oração é importante um local privado para ser o nosso “quarto de escuta”, e ali termos regularmente um momento a sós com Deus:

Mas você, quando orar, vá para o seu quarto, feche a porta e ore ao seu Pai, que não pode ser visto. E o seu Pai, que vê o que você faz em segredo, lhe dará a recompensaMateus 6:6

É assim que poderemos orar com maior eficácia e fugir das distrações.
Aprendemos com Cristo que a oração deve ser espontânea e não uma repetição do que já dissemos. A oração é uma conversa de “mão dupla” com o nosso Deus, a fim de que não apenas falemos, mas também ouçamos o que o Pai tem a nos dizer. Isto deve acontecer num ambiente de reverência, mas com naturalidade, espontaneidade e não com formalidades e vãs repetições (Mt 6.7).
Jesus também deixou-nos uma oração modelo, que chamamos de “Pai Nosso” (Mt 6.9-13), não para que a recitemos, mas a fim de que aprendamos quais são os elementos que devem fazer parte das nossas orações. Conforme citação do Pr. Bill Hibys, “a oração autêntica deve incluir louvor: Pai nosso, que estás no céu, santificado seja o teu nome” – (Mateus 6.9); submissão: “…faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu” – (Mateus 6.10); súplicas: “…o pão nosso de cada dia dá-nos hoje” – (Mateus 6.11l); e também, confissões: “…e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores” – (Mateus 6.10).
Um dos valores da Igreja Batista do Cajuru é que cada membro tenha uma vida devocional diária, porque cremos que a oração e a meditação na Palavra de Deus são a base para transformação de vidas. Assim, a primeira coisa que esperamos dos membros de nossa família espiritual é que tenham intimidade com Deus, mantendo com Ele um relacionamento de amor que seja íntimo, real, pessoal e prático. Por consequência, que sejam crentes com uma profunda vida de oração e cheios do Espírito Santo.
Sejamos seguidores de Cristo, aprendendo a cada dia com Ele a termos uma vida cristã saudável, intensa na oração e repleta de frutos.


Pr. Valdo Fonseca de Oliveira.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.